Locadora de vídeo – 07.05.2017

Ao ver locadoras de vídeos que ainda resistem ao tempo – hoje logicamente alugando apenas DVDs e BLU-RAYs – surge a saudade dos tempos em que chegavam as sextas-feiras e o programa era alugar pacotes de fitas para assistir filmes no final de semana. As locadoras tinham uma essência e um aroma especiais. As fitas tinham que ser devolvidas devidamente rebobinadas, senão incidia em uma multa sobre o preço cobrado. Encontrávamos atendentes que realmente entendiam do assunto e já vinham em nossa direção com indicações baseadas em nossas preferências. A organização das fitas dava-se por diretor, época da história, ou até mesmo elenco. Havia, ainda, o recôndito setor dos filmes adultos, objeto de disputas e curiosidades entre nós os adolescentes. Nos raros estabelecimentos que ainda mantêm suas portas abertas atualmente, o que vemos é apenas o brio e a persistência: locação com barbearia, imposto de renda, chope gelado, aluguel de jogos para videogame, tatuagem, venda de capinhas de celular, serviços gerais e até pizzaria. Tudo resultado dos ventos devastadores, deste início de século XXI, e de nosso novíssimo conceito de resistência, para os tempos atuais, que se traduz em nada além do que adaptar-se ao novo.

Facebook